Páginas

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Família Nascimento

Oi, pessoas do meu Brasil varonil!

Como estão todos? Bem, eu espero.

Não sei se já disse, mas faço parte de uma família bastante grande, só tios diretos oriundos da minha mãe são 13.(Perceberam, né?) Tirando este parentesco de primeiro grau, mas ainda considerando a família da minha mãe, há tanta gente que parece até família de formigas, gente muito ativa e  MUIIIIIITA gente, a GRANDE  FAMÍLIA.
Como morei muito tempo longe das montanhas de Minas, acabei por conhecer pouquíssimos parentes. Mas um destes ia muito nos visitar na cidade do aço, Volta Redonda - RJ. E, quando meus pais mudaram para o pequeno e pacato distrito de Furquim( Mariana - MG), as visitas erão mais constantes. Recordo-me bem que sempre que ele chegava a casa enchia-se de alegria, era como se houvesse festa e daquelas em que não encontramos nenhum dos participantes quietos e entristecidos. Este fato se dava, pois o Zé Cosme possuía o mal da alegria contagiante, chegou perto, está contaminado.rsrsrs 
Mas continuando, para nós, meninos na época, a festa era maior ainda, pois além do sorriso e causos engraçados, ele também levava caixas de doces e biscoitos variados. Era o doce gosto da felicidade.

Há alguns dias atrás, uma de minhas primas, a Silvana, filha do Zé Cosme(primo primeiro da minha mãe) me enviou um email pedindo que eu fizesse um desenho para o convite da festa da família do seu pai. Vejam o relato do que ela imaginou:

"...A festa  será o encontro da família e uma homenagem aos 100 anos do clube de futebol ligado à ´história da familia - Guarany.(...)

Eram 8 filhos na casa do meu pai.
Vou te passar os nomes e as características de cada um que acho que poderiam ser aproveitadas na caricatura (...)
tia Nega  - mãe de 11 filhos, dona de casa, fritava pasteis  e costurava muito bem. (...)
tio Bené - muito generoso de coração, mas muito rigoroso, " meio bravo". Sabia tudo sobre leis(..) 
Zé Cosme - dispensa comentários(...)
tio Lão - foi veterano de guerra(...)
tia Lica - tb dona de casa -(...) não tenho característica específica dela. (...)
tio Tonico - (...) não sei muito sobre ele. (...)
tia Gutinha - (...) faz arroz doce (...)
tio Chiquinho -(...) jogava futebol no guarany - era excelente jogador. (...)
(...)

Se desse, queria que aparecesse um gato que meu pai teve na infância, o Timiriteia. Meu pai falou desse gato a vida toda, adorava ele...
Todos os cachorros que meu pai teve na vida  se chamavam Timiriteia...rs
(...)"
A silvana ainda sugeriu de colocar o pai dela dirigindo um táxi com todos os irmãos.


O resultado dessa gostosa brincadeira está aqui.

Espero que tenham gostado. A Silvana e outros primos gostaram.(ainda bem! rsrsrs)

E, se servir de inspiração para outras famílias, estamos por aqui.

A[]s e inté+

Um comentário:

  1. Camaleão, você é o cara! Abraços, Mauricio (irmão da Silvana)

    ResponderExcluir